• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Vazamento tóxico mata três na Hungria e governo decreta estado de alerta

E-mail Imprimir PDF

vazaverm

No mínimo três pessoas morreram pelo vazamento tóxico de "lama vermelha" de uma fábrica de alumínio na Hungria, segundo informações das equipes de resgate nesta terça-feira (5). Seis pessoas estão desaparecidas e 120 estão feridas..

O governo da Hungria decretou estado de alerta em três departamentos da região oeste do país ameaçados por um vazamento tóxico de "lama vermelha".

"O governo decretou estado de alerta nos departamentos de Veszprém, Gyor-Moson-Sopron e Vas após o vazamento de lama vermelha", anunciou o ministério do Interior.

Na segunda-feira, um depósito de lama vermelha de uma fábrica de alumínio de Ajka, que fica 165 km ao oeste de Budapeste, se rompeu por razões ainda desconhecidas e o conteúdo foi derramado em várias localidades.

Este é o acidente químico mais grave da história da Hungria, afirmou o secretário de Estado do ministério do Meio Ambiente, Zoltan Illés, que visitou Kolontar, uma das cidades afetadas. "O vazamento de lama vermelha é uma catástrofe ecológica", afirmou Illés.

A lama vermelha é um resíduo tóxico da produção do alumínio, muito corrosivo e que contém chumbo. Ele é tóxico se ingerido.

"A queimadura química causada pela 'lama vermelha' pode demorar dias para ficar aparente e, o que pode parecer uma ferida superficial, pode causar danos a tecidos mais profundos mais tarde", disse Peter Jakabos, um médico do hospital em Gyor, onde vários feridos foram levados.

A produção de uma tonelada de alumínio gera quase três toneladas de lama vermelha. 

*Com as agências internacionais

Fonte: UOL

voltar

Última atualização em Ter, 05 de Outubro de 2010 14:31  

Login

Busca

banner.jpg

Newsletter